Vamos falar de traição

traição

Puta. Vagabunda. Vadia. Oportunista. Esses foram alguns dos carinhosos elogios feitos à loira da discórdia, a garota flagrada aos beijos com o humorista Marcelo Adnet. O assunto mais comentado dos últimos dias trouxe à tona não apenas a pulada de cerca e uma possível reconciliação entre o casal famoso, mas o que nós, que também amamos, traímos, somos traídos, julgamos e somos julgados, pensamos sobre o assunto.

Na hora de dar pitaco na vida alheia mostramos que somos quase trogloditas quando posamos de bem resolvidos. Mas o mais assustador foi ver a ala feminina crucificar uma mulher com os argumentos mais toscos e medievais possíveis. Trair ainda é visto como um comportamento que faz parte da essência masculina, como se os homens nunca tivessem evoluído e hoje essa atitude não pudesse ser apenas mais uma das escolhas que a gente faz na vida.

Homens comprometidos usarem essa desculpa esfarrapada para não controlarem seus pintos dentro de suas calças já é de uma ignorância atroz, mas as mulheres repetirem essa ladainha é burrice, tiro no pé. Apontar o dedo contra uma garota solteira, que tem o direito de se divertir com quem ela quiser é de uma estupidez sem fim.

Para ler mais, clique:
Vamos falar de traição

Sobre mariliz pereira jorge

Sou jornalista, moro no Rio, mas vivo com um pé – e metade do coração – em São Paulo, onde morei até maio de 2012. Adoro o cheiro do aeroporto, de andar em calçadas desconhecidas, de ouvir línguas que não entendo! De dançar até as pernas cansarem e de dar risada até a barriga doer… Não vivo sem Coltrane, cerveja gelada e sorvete no inverno. Adoro gente. Adoro tentar entender as loucuras da alma. Da minha e dos outros. E gosto de transformar isso em palavras, em frases e histórias. Hoje, sou colunista da Folha de S.Paulo, da revista GQ, roteirista de TV e dona do meu nariz. Todo conteúdo publicado no blog é de minha autoria. Fui editora da Folha de S.Paulo, da TV Globo, das revistas Women’s Health e Men’s Health, repórter de Veja, além de ter contribuído para veículos como O Estado de S.Paulo, revistas Nova, VIP, Viva Saúde entre outros. Dei minhas voltinhas no mundo da publicidade, produzindo conteúdo para Brastemp, Consul e Itaú.
Esse post foi publicado em Coisas do coração e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s