Saia do marasmo… aos 20, 30, 40 e depois dos 50 anos

O tempo passa, o tempo voa, e quando percebemos lá se foi a época ideal para fazer algumas coisas importantes — e outras nem tanto — na vida. A seguir, decisões divertidas para colocar em prática agora

Aos 20 Anos

Viajar sozinha
Ter uma amiga a tiracolo é ótimo para ser cúmplice dos bons e maus momentos. Mas é aí que está a graça de ir sozinha. Você não só vai ter a chance de decidir o roteiro, se vai ficar em hotel ou em albergue, se compra ou não aquele pesadíssimo jogo de xadrez de design — do qual certamente se arrependerá —, como vai ter chance de estar a sós de verdade com seus desejos, seus sonhos, seus fantasmas e seus limites. Acredite, isso lhe deixará mais madura e mais segura para fazer escolhas em qualquer situação de sua vida.

Transar com um desconhecido
Essa é fácil. O difícil é colocar o jeans de volta, dar meiavolta e se despedir sem esperar que ele peça seu telefone. Mais: conseguir se divertir tanto quanto ele ou mais do que ele. “O problema é que as mulheres pensam em sexo quando há um estímulo interno — como pensar em alguém de quem gostam”, escreveu o terapeuta sexual americano Ian Kerner no livro Fala Sério! Você Também Não Está a Fim Dele (Ed. Best Seller, 176 págs., R$ 29,20). Isso significa que ainda é um tabu dissociar sexo de romance. Para eles, “sexo é uma forma de expressar suas emoções, e muitas mulheres não entendem isso porque estão mais do que acostumadas a mostrar o que sentem de outras maneiras”, escreveu Kerner. Bem, garota, sexo, mesmo que casual, é um jeito e tanto de se emocionar.

Comprar uma bolsa que custe metade do seu salário
Se você não fizer agora, não fará nunca. A bolsa acaba virando prioridade 28 — antes vêm aluguel, terapia, cabeleireiro, as 12 prestações da passagem para NY… Então, às compras, garota. Claro, não compre por impulso, valorize o seu objeto de desejo, namore a peça na loja, mostre às amigas e, por fim, faça as contas e veja se sobra dinheiro para você desfilar com sua nova aquisição por aí. Ficar quebrada com uma bolsa cara no armário não vale.

Abrir mão do bonitão porque sua amiga gostou dele
A gente sabe que quando vai para a balada é como ir para a guerra. Trocamos o coturno pelo salto e a pintura de batalha por batom e blush. E se dá bem quem tem a melhor tática — o que nem sempre é o caso de sua melhor amiga, que é tímida, quieta e zero no quesito descolada. Exatamente o seu oposto. Então, desvie o sorriso arrasa-quarteirão e deixe sua amiga se dar bem. A amizade de vocês nunca mais será a mesma. Ficará muito melhor porque ela terá certeza de que tem uma parceira na vida e não mais uma adversária.

Passar o dia em casa vendo filmes e comendo junk food
Afundar no sofá com pipoca, Häagen-Dasz e Coca-Cola não tem preço, como diz a propaganda. Melhor ainda se estiver passando Curtindo a Vida Adoidado na Sessão da Tarde. Você vai poder comer, ver o fi lme, dormir, acordar e ver o fi nal do fi lme sem medo de perder o fi o da meada — como todo mundo, já o assistiu 298 vezes.

Anote mais estas
+ Mudar a cor do cabelo radicalmente
+ Pintar a parede do quarto de laranja
+ Fazer uma excursão de ônibus para o Festival de Inverno de Ouro Preto, em Minas Gerais
+ Acampar (mesmo que seja para dizer “nunca mais”)
+ Cantar MPB bem alto com os amigos na mesa de um bar

Aos 30 Anos


Alugar uma casa de praia com os amigos
Escolha bem: O lugar — tem que ser a uma distância que você possa percorrer sozinha mesmo que saia tarde na sexta-feira. Os amigos — que seja gente que você conheça de longa data. Não dá certo se você tiver que espremer seu leite-de-soja dentro de uma geladeira entupida de cerveja. E vice-versa. Se você nunca morou em uma república, é a chance de se divertir horrores e aprender a abrir mão de suas vontades.

Pedir demissão
Em tempos de crise, parece uma dica meio suicida. Então, espere que você tenha uma bela reserva para bancar qualquer que seja seu sonho. Abrir um café, tirar um ano sabático e viajar, trabalhar em casa… Você pode ter crescido ouvindo seu pai dizer que deveria prestar um concurso público e sossegar o pito no mesmo trabalho. Mas, de acordo com os gurus corporativos, fazer carreira em uma única empresa nem sempre é a melhor estratégia para valorizar seu passe. Se você tem uma boa formação e construiu uma base sólida nos primeiros anos de carreira, essa é a hora de mudar. Mas tenha um objetivo claro em mente. Pedir demissão porque cansou do chefe mal-humorado ou não gosta do café da lanchonete revela imaturidade.

Transar no banheiro da festa… …com o namorado de três anos.
Depois de um tempo, qualquer relação, por melhor que ela seja, fica um pouco previsível — para uns em três meses, para outros em três anos. Transar no banco do carro ou na pia da cozinha vira uma lembrança tão remota quanto o frio na barriga que você sentia quando recebia uma mensagem dele. Sacuda esse namoro morno: meta-se numa saia curta, capriche no make e no cabelão — pense em como faria se ainda fosse solteira —, uma caipirinha, duas caipirinhas e carregue o seu namorado para o banheiro da festa. O resto é com você!

Ir da balada direto para o trabalho
Quando você tem 20 anos, tira essa de letra. Depois dos 30, é uma prova de que ainda é a mesma. Mais: de que mudar a rotina faz bem para o corpo — tudo bem, lá pelas 3 da tarde você estará dormindo em cima do computador — e para a alma. Seja esperta e não vá meter o pé na jaca na noite anterior àquela apresentação do projeto para a diretoria.

Fazer terapia
Ok, você pode ter sido amada pelos seus pais, ter colecionado amigos na escola e namorados na faculdade. Passou no vestibular, viaja todas as férias, tem um emprego bacana e… bem, se sua vida é assim tão perfeita, isso também pode ser um problema. E, aqui entre nós, de perto ninguém é assim tão normal.

Anote mais estas
+ Namorar um cara que seja mais novo que a sua carteira de identidade
+ Voltar para a casa dos pais (mesmo que seja por um mês)
+ Terminar um namoro de oito anos
+ Passar um final de semana em Nova York e levar um ano pagando as despesas

Aos 40 Anos

Comprar a joia que sempre quis

O recorte com a foto da joia já está amarelado no seu criado-mudo. Você já nem se lembrava que sonhou com aquele anel que custava duas vezes o seu salário. Seu namorado número 9 também era duro, o número 10 dizia que joias eram cafonas e o número 11 não se sensibilizou. Bem, você já é uma garota crescida, bem-sucedida e a loja está reeditando seus modelos mais famosos. Entre e compre sem piscar os olhos!

Matar o trabalho e ir ao cinema
Você pode fazer isso em dois tipos de situação: quando tudo em sua vida deu errado, você odeia seu chefe, levou um pé depois de sete anos de namoro e o seu cabeleireiro fez o favor de deixar seu cabelo alaranjado. Ou quando a vida está sorrindo para você: ganhou o aumento que esperava, seu namorado com quem mora há sete anos a pediu em casamento e o novo corte a deixou 15 anos mais jovem. Largue tudo, vá para o cinema e escolha algo como Quem Quer Ser um Milionário?.

Descobrir que sexo é bom até quando é ruim
Se você tem mais de 40, deve ter crescido na ditadura do orgasmo. Leu em todas as revistas que deveria a qualquer custo ter prazer durante o sexo. E ficou tão obcecada com a conquista do orgasmo que se esqueceu exatamente do “durante”. Daquele momento lascivo em que o coração acelera, as pernas amolecem, a pele fica úmida e os olhos brilhantes. Esqueceu do prazer do beijo, do toque, do amasso, de que algumas coisas na vida valem a pena mesmo quando não são assiiim… uma Brastemp? Entram nessa categoria pizza amanhecida, viagem com os amigos e, sim, sexo.

Viajar com a amiga da adolescência
Ela estava lá quando você cortou o cabelo igualzinho ao da Malu Mader em Tititi; quando passava horas imitando a Madonna; estava no cinema quando você deu o primeiro beijo; e foi a primeira para quem ligou quando transou com o Juarez. Ela está nas fotos dos seus 15 anos, da festa do vestibular, do seu casamento e do dia em que você saiu da maternidade. Por essas e pelas centenas de vezes que vocês estiveram juntas, arrumem as malas e se divirtam longe de maridos, filhos, do problema da infiltração do banheiro e da apresentação do trabalho. Amizades precisam de dedicação e de momentos para ser relembrados. E nos fazem sentir como se tivéssemos 15 anos de novo.

Pular de paraquedas
Como isso pode ajudá-la? Sua vida vai passar diante de seus olhos à medida que o avião sobe e você se sente como se estivesse no juízo final. Vai lembrar das coisas boas, das ruins, de tudo que gostaria de ter feito diferente, das pessoas que gostaria de ter amado mais e daquele ex-namorado que você deveria ter mandado plantar banana. Você tem certeza de que vai morrer, mas depois da queda livre a 200 km/h vai querer mais, vai querer viver tanto, viver tudo que postergou até aqui — e o primeiro ato será ligar para aquele ex e mandar… bem, você sabe o que dizer, não é mesmo?

Anote mais estas
+ Quebrar a tradição do Natal em sua casa e viajar
+ Terminar um casamento perfeito aos olhos dos outros — mas que não lhe satisfaz mais
+ Dar uma palestra
+ Alugar um apartamento em Paris e passar seis meses
+ Trocar toda a decoração da casa
+ Reviver um amor da adolescência
+ Fazer pilates

Aos 50 Anos


Continuar fazendo sexo
Levante o dedo se você no auge de sua vida sexual não se pergunta como será quando chegar à menopausa. O desejo vai desaparecer, vou ficar gorda, flácida, de bigode e suando como se estivesse em uma sauna?, você se pergunta. Segundo uma pesquisa da Unicamp com mulheres entre 45 e 60 anos, 68% mantêm atividade sexual e 88% delas têm prazer na relação, no chamado “efeito Vera Fischer” — que posou com toda aquela exuberância para a revista Playboy aos 49 anos. Então, depende mais de você, de um bom ginecologista e de um personal trainer. Mas, please, arranje uma depiladora melhor que a da Vera.

Fazer uma viagem com sua filha ou filho 20 anos mais jovem
Foi você quem escolheu a escola, o horário que eles podiam e com quem podiam ir às festas, ou se estavam liberados para dormir na casa do/a namorado/a. Eles cresceram, saíram de casa, vocês continuam ligados, mas aquela relação de dependência diminuiu — ainda bem, não é mesmo? Que tal uma inversão nos papéis? Deixe a cargo dela/e o roteiro, a decisão de ficar no hotel cinco estrelas ou em um com banheiro no corredor, de viajar de avião, de ônibus ou trem. Deixe que eles sintam a pressão, a responsabilidade e todo o amor que havia por trás de cada não ou sim que você disse enquanto eles cresciam. E aproveite cada minuto da juventude, da alegria e da vontade de viver que alguém 20 anos mais jovem tem, sem reclamar do calor ou do frio, de almoçar um sanduíche. Em duas semanas você rejuvenescerá duas décadas. E talvez perca uns 3 quilos (minha mãe perdeu!).

Dar uma festa de arromba para comemorar seus 50 
Mesmo quando a festa era para você, era com seus pais ou seu marido que você decidia quanto e como gastar. Aos 50, querida, a coisa é com você. Permita-se, faça o que tem vontade, contrate a banda Roupa Nova — bem, não precisa abusar —, qualquer coisa, mas não economize com a única pessoa que você tem que agradar: você mesma.

Socorrer um amigo em dificuldades financeiras 
Vamos acreditar que deu tudo certo e você tem casa, carro e otras cositas para chamar de suas. Nem todo mundo pode ter tido o mesmo destino, por falta de sorte, por falta de competência ou apenas porque o mundo todo resolveu entrar em crise. Se algum de seus amigos estiver encrencado, o que tem a ver com falta de dinheiro para pagar o aluguel ou o colégio das crianças — e não com o down grade do caviar Beluga para o foie gras —, ofereça ajuda e um empréstimo, se for necessário.

Ser o mentor de alguém
Você pode ser a presidente de uma múlti ou da sua casa — dona-de-casa é desmerecer o trabalhão que você tem para manter o “escritório” funcionando —, o importante é que você consiga identifi car talentos. Dentro da empresa, você pode escolher alguém para crescer com você. Na vida diária, pode ser a manicure, que adoraria fazer um curso de esteticista. Ajude, oriente, faça com que tenham vida mais produtiva. A realização dos outros pode ser um grande feito em sua vida.

Anote mais estas
+ Fazer o curso que você sempre quis mas nunca teve tempo
+ Trabalhar só meio período
+ Fazer um lifting
+ Correr uma maratona
+ Namorar um cara mais novo que o seu filho
+ Ir a um tour de três dias no deserto do Marrocos e dormir vendo as estrelas

Sobre mariliz pereira jorge

Sou jornalista, moro no Rio, mas vivo com um pé – e metade do coração – em São Paulo, onde morei até maio de 2012. Adoro o cheiro do aeroporto, de andar em calçadas desconhecidas, de ouvir línguas que não entendo! De dançar até as pernas cansarem e de dar risada até a barriga doer… Não vivo sem Coltrane, cerveja gelada e sorvete no inverno. Adoro gente. Adoro tentar entender as loucuras da alma. Da minha e dos outros. E gosto de transformar isso em palavras, em frases e histórias. Hoje, sou colunista da Folha de S.Paulo, da revista GQ, roteirista de TV e dona do meu nariz. Todo conteúdo publicado no blog é de minha autoria. Fui editora da Folha de S.Paulo, da TV Globo, das revistas Women’s Health e Men’s Health, repórter de Veja, além de ter contribuído para veículos como O Estado de S.Paulo, revistas Nova, VIP, Viva Saúde entre outros. Dei minhas voltinhas no mundo da publicidade, produzindo conteúdo para Brastemp, Consul e Itaú.
Esse post foi publicado em Women's Health e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Saia do marasmo… aos 20, 30, 40 e depois dos 50 anos

  1. Andrea disse:

    Adorei o texto. Perfeito pra animar o sabadão borocoxo. Bjos eparabéns!

  2. celia regina schell disse:

    menina,adorei a materia,que sucesso parabensssss, fui lendo e vendo eu mesma..kkkkke ainda tem uma coisa que quero fazer,PARAQUEDISMO…NÃO PASSO VONTADE FAÇO..BJUX CELIA SCHELL

  3. VivianaLM disse:

    Então…das anotações finais das coisas pra fazer com 30 anos eu já fiz três, só falta uma boa viagem em NYC… pois, preciso fazer!

  4. Isabel disse:

    Amei o texto. Já fiz algumas dessas coisas, não exatamente no mesmo período que vc sugeriu, mas todas foram experiências mt, mt gratificantes. Parabéns pelas idéias!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s